Rotaer Eletrônico

Entre em contato com o Rotor Central.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Helicópteros vão combater assaltos no Rio a partir de sexta-feira, diz PM

Patrulhamento será concentrado onde há maior incidência de ataques.
PM anunciou, nesta quinta, a troca de comandantes de 19 batalhões.

Uma reunião no comando da Polícia Militar decidiu, nesta quinta-feira (7), que a partir desta sexta-feira (8) helicópteros ajudarão no combate aos assaltos nas ruas do Rio de Janeiro. Segundo a PM, o patrulhamento será concentrado nas áreas onde há maior incidência de ataques dos criminosos.

Em nota oficial, a PM informou que a “estratégia baseia-se na prevenção/ repressão, através do mapeamento das áreas em que tal atividade criminosa vem acontecendo”. Além do patrulhamento aéreo, a polícia informou que vai reforçar a segurança em terra, com o uso de motocicletas e viaturas.
A Polícia Militar anunciou, nesta quinta-feira, a troca de comandantes de 19 batalhões e unidades da corporação no estado. As mudanças acontecem depois da onda de arrastões na cidade. Duas alterações – publicadas em boletins internos da PM antes das eleições – ocorrem nesta sexta.
A decisão foi tomada em reunião na quarta-feira (6) entre o governador do Rio, Sérgio Cabral, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e o comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte. Segundo o relações públicas da PM, coronel Henrique Lima Castro, o foco do trabalho será o combate à onda de arrastões a carros que têm ocorrido na cidade nos últimos dias.

“O comandante (Mário Sérgio Duarte, comandante-geral da PM) está orientando que realmente eles (novos comandantes) se debrucem sobre esse problema, e a gente ataque de uma forma mais incisiva a esses roubos de carros que aconteceram em alguns locais do Rio de Janeiro”, afirmou.
Segundo o coronel, a expectativa da PM é que em 2011 pelo menos mais seis mil novos policiais estejam nas ruas. No próximo dia 15, 1,3 mil homens serão formados pela PM. Ele negou que a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora esteja prejudicando o policiamento. “Não está tendo, em função da UPP, diminuição de policiamento na rua”, afirmou o coronel.
Policiamento reforçado

O policiamento foi reforçado durante o dia na Rua Mundo Novo, que liga os bairros de Botafogo e Laranjeiras, na Zona Sul. O local foi cenário para mais um arrastão na cidade, na noite de quarta-feira (6). Segundo a polícia, dois homens armados roubaram dois motoristas e um motociclista. Os criminosos fugiram, ainda, com dois automóveis.
No entanto, apesar da onda de assaltos, a PM informou que os roubos de veículos vem diminuindo em todo o estado e que a maior parte das mudanças de comando anunciadas nesta quinta-feira já haviam sido planejadas anteriormente. Mas em Botafogo e no Leblon a mudança foi motivada pela recente onda de assaltos.

Dez assaltos em menos de duas semanas

Pelo menos dez assaltos com as mesmas características foram cometidos desde o dia 27 de setembro em vários bairros do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. De acordo com a Polícia Militar, mais 1.300 novos policiais vão ser incorporados a partir do dia 15 de novembro. A previsão é que a PM consiga formar entre 6 e 7 mil novos homens em 2011.

A Secretaria de Segurança alega que o número de roubo de carros tem caído. Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que em setembro deste ano houve uma redução de 11% no número de assaltos em relação ao mesmo período do ano passado. A Polícia Civil diz que não há relação entre os crimes.
Além do assalto na Rua Mundo Novo, na terça-feira (5), um pedreiro foi assaltado quando chegava ao trabalho, por volta das 6h30, quase em frente ao Palácio Guanabara, também em Botafogo, na Zona Sul. Segundo a vítima, um carro parou na sua frente e dois homens armados saltaram. Um deles assaltou uma pedestre que passava na calçada.

Na manhã de quarta (6), seis vítimas do arrastão ocorrido no Elevado Paulo de Frontin, no Rio Comprido, Zona Norte, registraram queixa na 6ª DP (Cidade Nova). Segundo as vítimas, um Peugeot foi roubado na Rua São Francisco Xavier, na Tijuca, na Zona Norte, por volta das 6h40. Duas pessoas estavam dentro do primeiro carro roubado. Cerca de uma hora depois, quatro criminosos, no carro roubado na Tijuca, bloquearam o trânsito no Elevado, no sentido Centro e fizeram mais roubos. O arrastão ocorrido nesta manhã é o segundo no mesmo local em menos de 12 horas. Na noite anterior, um arrastão ocorreu na mesma via.

À tarde, numa operação da Polícia Civil no Morro da Mangueira, na Zona Norte, para recuperar um carro roubado usado no arrastão, o menino Matheus Peres Viana, de 13 anos, foi baleado e morreu. Além dele, outras duas pessoas foram atingidas por tiros. Segundo a Polícia Civil, as duas vítimas são moradores da comunidade.

Fonte: www.g1.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Radar ADS-B localizado em Itajaí-Sc alcance raio de 320 Km

Radar ADS-B ModeSMixer2

METEOROLOGIA