Rotaer Eletrônico

Entre em contato com o Rotor Central.

quarta-feira, 30 de março de 2011

ABRAPHE: Nova diretoria toma posse em 30/03

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PILOTOS DE HELICÓPTERO

NOVA DIRETORIA DA ABRAPHE TOMA POSSE NO DIA 30 DE MARÇO

Ampliar a representatividade da Associação no País e internacionalmente, mantendo a atuação junto às autoridades governamentais para discutir e disseminar informações que fortaleçam a profissão do piloto de helicóptero é foco do novo mandato.

A partir do dia 1º de abril, a Associação Brasileira dos Pilotos de Helicóptero (ABRAPHE) será presidida pelo Cmte. Rodrigo Duarte, que assume o cargo após dois bem sucedidos mandatos do até então presidente, Cmte Cleber Teixeira Mansur. A cerimônia oficial de posse da nova diretoria para o biênio 2011/2012 acontece no próximo dia 30 de março, às 20 horas, no Helipark, uma semana após a Assembleia Geral Ordinária de apresentação e aclamação da nova diretoria, no dia 22/03.

Entre as novidades previstas para o novo mandato está a formação do Conselho Consultivo composto pelos ex-presidentes da Abraphe, desde a sua fundação em 1995; fortalecer e aumentar a representatividade da Associação no Brasil, além de torná-la conhecida e respeitada internacionalmente; fomentar a discussão junto às autoridades governamentais e a sociedade sobre as condições e o exercício da profissão de piloto de helicóptero hoje no País, além de fortalecer os canais de relacionamento e a comunicação com seus associados, formadores de opinião, empresas relacionadas direta e indiretamente ao setor e futuros pilotos. “Nosso objetivo é consolidar a Abraphe no circuito nacional e internacional, ampliando nossa atuação nos diversos estados do País e nos mantendo a cada ano mais fortes e eficientes no nosso papel de representar os interesses dos pilotos de helicóptero”, destaca o futuro presidente Cmte. Rodrigo Duarte, ao enfatizar o perfil diversificado da diretoria, composta na totalidade por pilotos de helicóptero atuantes em diferentes segmentos.

Para o atual presidente, Cmte. Cleber Mansur, que deixa o cargo após quatro anos de realização, a mudança é propícia e vem introduzir um novo formato de atuação dentro da entidade, sem perder de vista os valores e o compromisso ético que norteia a Abraphe em mais de 15 anos de história. “Tivemos uma luta desigual contra os órgãos reguladores e legisladores, que muitas vezes se colocaram aquém das reais necessidades da aviação por helicóptero no País em plena evolução, mas tenho a certeza que estamos no caminho certo para a conquista de um cenário de formação e exercício da profissão coerentes com as necessidades e a realidade brasileira”, salienta Mansur ao acrescentar a confiança na competência do presidente aclamado, piloto Rodrigo Duarte, para complementar seu trabalho e dos demais presidentes que o antecederam.

Cmte Rodrigo Duarte

Diretor Financeiro e Administrativo da gestão atual da Abraphe, Rodrigo Duarte é piloto de helicóptero desde 2000 e possui vasta experiência em voos internacionais, com forte atuação nos segmentos de Taxi Aéreo e Executivo. Graduado em Direito, possui estreito relacionamento com entidades de aviação de várias partes do mundo. Além de ter estado presente nos mandatos passados da Abraphe, trabalhou ativamente no Comitê de Assuntos Legais da Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG) no período de 2001 a 2007. Atualmente, Rodrigo Duarte é piloto exclusivo de uma empresa do setor de finanças com sede em São Paulo.

Sobre a Abraphe

Entidade sem fins lucrativos, a Associação Brasileira dos Pilotos de Helicóptero representa os pilotos de helicópteros em todo o território nacional, atuando em iniciativas que contribuam com o aperfeiçoamento e a unidade da categoria. Cabe à Abraphe defender os interesses dos associados junto aos demais órgãos dos Operadores de Helicópteros, autoridades públicas, Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) e outras entidades de classe, assim como zelar pelas condições de segurança de voo dos mesmos, disseminando informações e orientando os associados a cumprirem os dispositivos legais e regulamentares aplicáveis à categoria profissional. Entre as prioridades da Abraphe está o intercâmbio técnico e cultural com outras entidades de classe nacionais ou estrangeiras, que congreguem aviadores, visando promover o aperfeiçoamento profissional, técnico e sócio cultural dos seus associados, promovendo ações para elevar o grau de profissionalismo dos mesmos por meio de congressos, seminários, cursos, debates, reuniões e atividades técnicas. Fundada em 1995 como Associação dos Pilotos de Helicóptero do Estado de São Paulo (Aphesp), a Abraphe reúne atualmente mais de mil associados em todo o País e conta com representação em Goiânia (GO), Rio de Janeiro e Curitiba (PR).

POSSE NOVA DIRETORIA DA ABRAPHE

Data: 30/03/2011

Local: Helipark (Rua Fortunato Grinlezone, 417. Carapicuíba/SP)

www.helipark.com.br

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA: Lage Comunicações

(11) 2709 8060

Carolina Denardi – (11) 7734 8459

carolina.lage@lagecomunicacoes.com.br

segunda-feira, 28 de março de 2011

Notícias Go Air – Calendário Ground School Até Junho.

image

A partir do próximo mês,  a Go Air - Escola de Aviação Civil para Pilotos de Helicóptero inicia o seu calendário de Ground School para o 2º trimestre de 2011. Para facilitar o acesso aos futuros pilotos, as aulas continuam aos sábados, sempre das 9 às 17 horas e sob a coordenação da Cmte Jovilde Calisctil (EC-PREV / CENIPA nº 03.196). Informações e inscrições com  o Thyago Barreto no email thiago@goair.com.br ou pelo telefone 11- 2221 5498. Programe-se.
Próximas datas:
02/04
16/04
30/04
14/05
28/05
11/06
25/06

sábado, 12 de março de 2011

Obama no Brasil: porta-aviões trará cinco helicópteros e 300 carros

Comitiva do presidente norte-americano terá 800 pessoas no Rio, parte deles da equipe de segurança

Um porta-aviões da Marinha americana trará ao Rio cinco helicópteros e cerca de 300 carros, parte deles de segurança, para a visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, entre os dias 19 e 20 de março, o iG apurou. A comitiva que o acompanhará terá 800 pessoas.

A mais alta autoridade dos EUA só anda em veículos próprios, daí a razão dos cinco helicópteros serem transportados de navio ao país. Também serão trazidos duas limousines presidenciais blindadas, chamadas de USA One – a exemplo do avião presidencial Air Force One – ou pelo apelido de “A Besta”.

A “segurança aproximada” do presidente dos Estados Unidos, como em qualquer viagem dele, será feita por agentes do Serviço Secreto americano. Mas o esquema completo, ainda sendo montado em conjunto com as autoridades brasileiras, contará com policiais federais brasileiros e apoio da Polícia Militar e Forças Armadas. É um pool, chamado no jargão militar de “segurança combinada”, no qual a coordenação nacional fica a cargo de um oficial superior do Exército.

Uma equipe precursora de Obama está no Rio desde esta quinta-feira para definir o esquema de segurança durante sua visita à cidade. O grupo, formado por agentes do Serviço Secreto, passou o dia reunido no Consulado dos EUA no Rio, onde deve ficar até sábado, pelo menos.

Visita à Brasília

Em Brasília, a comitiva do presidente dos EUA ficará no hotel O hotel Golden Tulip (antigo Blue Tree), em Brasília, que está recusando reservas no período em que Obama ficará na capital do país.

Por questão de segurança, todas as dependências deverão ficar à disposição da comitiva norte-americana, cujo presidente chega na manhã do dia 19 e, no dia seguinte, vai para o Rio de Janeiro. Da sua janela no Golden Tulip, Obama poderá ver o Palácio da Alvorada, residência atual da presidenta Dilma Rousseff, a poucos metros de distância.

*Colaborou Danilo Fariello, iG Brasília

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br

Brasil receberá um dos simuladores de voo de helicóptero mais avançados do mundo

Parceria entre Líder Aviação e CAE Simuflite trará nova capacidade de treinamento para os operadores offshore no Brasil. Formação de profissionais ainda mais qualificados, eficiência logística e redução de custos são outros benefícios.

Será implantado no Brasil o mais sofisticado simulador de voo para o helicóptero Sikorsky S76C++, a aeronave mais utilizada para operações offshore no país – em apoio às atividades de extração de petróleo e gás na costa brasileira. Existem apenas outros quatro simuladores como este no mundo, sendo três nos Estados Unidos e um na Inglaterra.

Virá para o Brasil através de uma parceria da Líder Aviação, maior operadora offshore do Brasil (detém 42% do mercado) e CAE Simuflite, líder mundial no desenvolvimento de simuladores e treinamentos para o setor aeronáutico. O investimento é de quase US$ 12 milhões. “Oferecer treinamentos para essa aeronave no Brasil aumentará a capacidade de treinamento das empresas nacionais, em um momento em que o país se consolida como um dos grandes players do segmento petrolífero”, afirma Eduardo Vaz, presidente da Líder Aviação.

Tecnologia - De acordo com ele, a Petrobras, por exemplo, referência no setor no país, exige que os pilotos que a atendem sejam treinados anualmente em simuladores. Por isso, outra grande vantagem de ter esse equipamento no Brasil será a possibilidade de realizar treinamentos customizados, atendendo às exigências do mercado brasileiro. “Vamos ter pilotos ainda mais qualificados, garantindo aumento da capacitação e segurança”, completa Eduardo Vaz.

Segundo a Líder, o equipamento instalado será de nível D – o mais avançado –, o que quer dizer que simula visualização e movimentos da aeronave à perfeição. Com monitores de alta definição, a representação visual inclui a chin window, janela presente no assoalho do helicóptero, fundamental para pousos. O simulador é capaz de projetar cenários de operação tanto em ambiente urbano quanto em plataformas petrolíferas em alto-mar.

O equipamento terá capacidade para operar cinco mil horas/ano, podendo funcionar por até 20 horas ininterruptas, se necessário, e atenderá à demanda interna da Líder, que conta com 200 pilotos habilitados para operações offshore. Também poderá ser utilizado por outras empresas do setor, até mesmo de fora do Brasil.

S76C++ - O S76C++ é um dos principais helicópteros utilizados para operações offshore no mundo. Seu preço de mercado é de US$ 10 milhões. O Brasil possui cerca de 70 unidades da série S76, e, somente a Líder, é dona de 34. Conforme informações da fabricante são mais de 700 helicópteros da série S76 em cinco continentes e quase cinco milhões de horas de voo. O simulador também pode ser utilizado no treinamento para o S76C+ e S76A.

Perfil-A Líder Aviação é detentora de 42% do mercado de operações offshore no país. Sua Unidade de Operações de Helicópteros representou, em 2009, 42% do faturamento da empresa, de cerca de R$ 600 milhões. No último ano, a Líder já investiu cerca de US$ 140 milhões em aeronaves e infra-estrutura para operações offshore, e agora conta com uma frota composta por 54 helicópteros. Desde 1972 é parceira da Petrobras quando houve o início dos trabalhos de suporte de óleo e gás na costa brasileira.

Fundada há mais de 52 anos, a Líder Aviação tem aproximadamente 1.730 funcionários e opera em 21 aeroportos de todo o país, com 19 bases operacionais e 23 hangares. É a única empresa na América Latina certificada com o IS-BAO International Standard for Business Aircraft Operations, e isso significa estar em conformidade com as normas internacionais de operação, prestando de serviços de alta qualidade e níveis extremamente altos de segurança.

A receita operacional bruta consolidada da Líder Aviação apresentou aumento de 4% em 2009, em relação a 2008, alcançando o valor de R$612.556 mil. Em 2009, a empresa atingiu um EBITDA Ajustado (lucro antes das despesas financeiras, impostos sobre o lucro, depreciação, amortização e resultado não operacional) de R$78.832 mil, 31,8% acima do Ebitda Ajustado de 2008, que foi de R$59.824 mil. Esta evolução foi alcançada através do aumento do faturamento das Unidades de Operações de Helicópteros, Manutenção de Aeronaves e Atendimento Aeroportuário.

Fonte: www.revistafator.com.br

sábado, 5 de março de 2011

Helicópteros UTI estarão de plantão durante desfile em Pernambuco.

O helicóptero da Polícia Rodoviárioa Federal (PRF), em parceria com o Samu, estará de plantão neste sábado (5) para realizar resgates de feridos graves durante o desfile do Galo da Madrugada. Na manhã desta sexta-feira (4), foi realizada uma simulação de resgate na Estação Central dos Correios, observada pelo secretário municipal de saúde, Gustavo Couto. Outro helicóptero ficará a postos no Aeroclube. Em 2010, 2 pessoas foram resgatadas pelo helicóptero durante o desfile do bloco.

Na simulação, o helicóptero pousou, a equipe médica imobilizou o "acidentado", colocou o colar cervical para proteger a região do pescoço e o levou para a aeronave. Toda a operação em solo leva de 10 a 15 minutos, pois os procedimentos como colocação do soro ou medicamentos na veia são mais delicados e o helicóptero é muito rápido - da Estação para o Hospital da Restauração, por exemplo, leva-se 5 minutos. Segundo o diretor do Samu da Região Metropolitana do Recife (RMR), Leonardo Gomes, o tempo pode ser mais longo caso a vítima esteja presa em ferragens ou em local de difícil acesso. O helicóptero só é desligado quando a duração estimada de resgate é superior a meia hora.

"Estamos fazendo um cinturão de cuidados para 1,5 milhão de pessoas, tanto para casos leves quanto para salvar vidas, com os helicópteros", disse o secretário de saúde do Recife, Gustavo Couto. A rede municipal - policlínicas e maternidades, por exemplo - estão com efetivos reforçados para o Carnaval. Ele espera, no entanto, que os foliões não precisem usar o serviço e brinquem com tranquilidade. "O ideal é que a pessoa se hidrate constantemente, não se exceda no álcool e não carregue garrafas de vidro para que não haja acidentes", completou.
Também haverá cinco postos avançados do Samu no centro do Recife: Marco Zero, na altura do Armazém 10; Policlínica Centro (avenida 1º de Março); praça Sérgio Loreto; Colégio Porto Carreiro (Rua da Concórdia); e no cruzamento das ruas Matias de Albuquerque e do Sol. Os foliões que sofrerem ferimentos leves devem procurar esses postos para atendimento de primeiros socorros, que contarão com ambulâncias para caso precise transportar o paciente a uma unidade de médio ou grande porte. As equipes serão compostas por médico, enfermeira, auxiliar de enfermagem e 8 voluntários assistentes.
As ações da Prefeitura estão integradas ao sistema do Estado. Ao longo da Dantas Barreto, uma das vias pelas quais o Galo irá passar, 30 postos elevados do Corpo de Bombeiros estarão posicionados. Caso alguém passe mal, pode procurar um profissional para ser conduzida a um posto de saúde do Samu ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Governo do Estado.

Fonte: http://jc.uol.com.br

“Helicópteros da Rússia” na Exposição “Heli-Expo” nos Estados Unidos

image

A construtora “Helicópteros da Rússia” apresenta na feira aeronáutica “Heli-Expo”, inaugurada hoje, 5 de março em Orlando, Estado da Flórida, os modelos mais interessantes aceitos não somente no mercado norte-americano. Pedimos a Román Kiríllov, porta-voz dessa holding russa, para falar sobre alguns espécimes expostos no evento, suas caraterísticas e performances.

Os aparelhos russos tipo “Mi-8/17” aparecem entre as máquinas mais requisitadas no mundo nessa classe de helicópteros. A holding “Helicópteros da Rússia” fecha contratos para fornecimento de tais máquinas a países da América Central e América do Sul, membros da Comunidade de Estados Pós-Soviéticos, assim como à África, Ásia e ao Próximo Oriente – relata Román Kiríllov. Graças às suas altas performances operacionais, sua capacidade de trabalhar seguramente com elevado teor de umidade e empoeiramento, grande altitude de voo e grande capacidade de carga útil, essas máquinas são amplamente usadas para realização das mais diversas missões em várias regiões do mundo. Por exemplo, uns “Mi-17” participaram nas operações de resgate realizadas no território dos Estados Unidos durante a horrorosa enchente ocorrida em 2005 na cidade de Nova Orleães.

Vale notar que a presença na “Heli-Expo 2011” não se limita em absoluto á ideia de promover helicópteros russos somente no mercado norte-americano. Segundo o diretor-geral da holding, Dmitri Petrov, a companhia “Helicópteros da Rússia” continua ampliando as relações já existentes com seus sócios na América do Sul, estando, portanto, interessada em novos contatos. Estamos participando pela segunda vez na feira “Heli-Expo” e tstemunhamos um interesse crescente manifestado por representantes de vários países da América Latina em relação a helicópteros de fabrico russo.

Agora, umas palavras sobre um outro modelo a suscitar igual interesse entre os especialistas estrangeiros. Román Kiríllov continua seu relato:

Quando ao outro helicóptero russo versátil “Ka-32A11BC”, com um sistema coaxial de hélices de sustentação, já ganhou certificados de prontidão para voo em diversos países da América, Ásia e Europa. A máquina possui grandes potencialidades no combate ao fogo, sobretudo em regiões montanhosas ou em andares superiores de arranha-ceus, sendo dotada em tais casos de equipamentos criados para extinção horizontal de incêndios. Esse helicóptero é também amplamente usado para transporte de cargas em suportes exteriores e como guindaste na montagem de estruturas complexas a grande altura.

Na América Latina, sobretudo no Chile e no México, essas máquinas ajudam na extinção de incêndios, sendo ativamente usadas no Brasil e no Peru em obras de desenvolvimento infraestrutural de unidades industriais.

Mais um helicóptero: “Ka-226T”, da categoria leve, é uma proposta especial para os sócios sul-americanos. Esse modelo com esquema coaxial das hélices de sustentação está equipado com dois motores de turbina a gás “Arrius 2G1”, construídos pela companhia francesa “Turbomeca” e com o redutor russo “BP-226H”. Essa solução técnica proporciona ao “Ka-226T” uma elevada segurança de voo, pois mesmo com um motor funcionando a máquina possui uma reserva de potência suficiente para as manobras. Destina-se a umas operações especiais, sobretudo a voos na atmosfera rarefeita de zonas montanhosas. O modelo em apreço é um dos mais seguros e ecológicos em sua classe, caraterística essa especialmente importante para o mercado sul-americano, considerando a necessidade de um cuidado especial em relação às florestas-relíquias únicas dessa região.

A versão modificada do helicóptero leve “Mi-34C1”, também exibida na feira, está em fase final de desenvolvimento, estando o primeiro voo público previsto para meados deste ano. Na opinião dos especialistas da holding, o “Mi-34C1” tem chances de se tornar um helicóptero popular na aviação esportiva por ser uma das poucas máquinas de sua classe capaz de executar figuras de acrobacia aérea.

Uma linha mestra de fomento à ação negocial da holding “Helicópteros da Rússia” é a criação de um sistema internacional de centros para manutenção pós-venda e apoio técnico aos helicópteros de fabrico russo em diversos países do mundo.

Fonte: Voz da Russia

quarta-feira, 2 de março de 2011

Petrobras reajusta querosene de aviação pela 3ª vez no ano

A Petrobras reajustou nesta terça-feira o querosene de aviação em 6,52%. O combustível subiu pela terceira vez neste ano e já acumula alta de 16,08%, segundo o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias.

A estatal confirmou o aumento, que sempre ocorre no primeiro dia de cada mês. Mas não informou o percentual de reajuste, dizendo se tratar de uma informação comercial e estratégica. O combustível é a principal fonte de despesa das companhias aéreas e chega a representar de 30% a 35% do custo total das companhias.

No caso do querosene de aviação e de outros produtos de uso industrial e comercial (nafta, óleo combustível e outros), a Petrobras corrige os preços todos os meses --para cima ou para baixo, de acordo com as condições de preço do mercado externo. É levada em conta a variação do próprio produto refinado e também do petróleo, cuja cotação subiu com a revolta na Líbia e as tensões em outros países árabes.

O comportamento do câmbio também é considerada na fórmula de reajuste, já que as cotações são convertidas para o real --que tem se mantido mais ou menos estável desde o início do ano.

O mecanismo usado para o querosene é diferente do adotado para gasolina e diesel, para os quais a Petrobras segura repasses imediatos de altas e quedas do petróleo e os alinha ao mercado externo no longo prazo. Nesses produtos, a Petrobras já está com seus preços defasados.

Fonte: www.jornalfloripa.com.br

Pilotos de avião dos EUA trocam mapas de papel pelo iPad

ipad

Mudança permite economizar 13 kg de guias tradicionais

A FAA, agência reguladora da aviação nos Estados Unidos, permitiu que pilotos de uma empresa de aviação usem o iPad para substituir os mapas de papel. De acordo com a revista Wired, a autorização só veio depois de três meses de testes rigorosos.

A Executive Jet Management, uma empresa de aluguel de jatos executivos, foi a primeira a receber autorização da agência. Essa decisão abre caminho para que outras companhias, incluindo as de aviação comercial, façam o mesmo.

Substituir os tradicionais mapas de papel por um produto eletrônico trouxe desconfiança. Mas a mudança deve economizar quase 13kg em manuais e mapas de papel, de acordo com a porta-voz da Alaska Airlines, empresa que também pede autorização para usar o iPad.

O aplicativo Mobile TC, desenvolvido pela Jeppensen, não falhou nem travou em mais de 250 voos de teste. Em entrevista à Fox, o gerente da Navigation Solutions, Jeff Buhl, disse que haverá sempre um iPad extra para o caso de ocorrer alguma falha.

Tim Huegel, diretor da Jeppensen, disse à Wired que, por enquanto, o programa apenas mostra uma versão digital dos manuais de papel produzidos há anos pela empresa. Mas, no futuro, o aplicativo poderá usar outros recursos do tablet da Apple, como o GPS (sistema de localização por satélite).

Fonte: www.oriobranco.net

Helicópteros das polícias Militar e Civil resgatam grávidas em áreas isoladas de Luís Alves

As duas mulheres grávidas foram socorridas em Braço Cunha

 - Artur Moser

Helicópteros da polícia Militar e Civil ajudaram no resgate de pessoas que estão em áreas isoladas em Luís Alves. Na manhã desta sexta-feira, quatro mulheres grávidas foram resgatas. No total, 13 pessoas foram socorridas.
Duas das gestantes, grávidas de oito meses, estavam em Braço Cunha, uma das localidades atingidas pelas chuvas e que está isolada. Uma delas foi levada para o Hospital de Luís Alves porque estava com a pressão alterada e bastante nervosa. 
De acordo com a Defesa Civil do município, 80% da cidade sofreu estragos por causa da chuva que caiu durante a madrugada. Das 5h às 9h, foram registrados 80 milímetros de água, o equivalente a um mês.

Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA

Radar ADS-B localizado em Itajaí-Sc alcance raio de 320 Km

Radar ADS-B ModeSMixer2

METEOROLOGIA