Rotaer Eletrônico

Entre em contato com o Rotor Central.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Helibras tem recorde de entregas de helicópteros em 2010

Empresa entregou o maior número de helicópteros em seus 32 anos de existência. Meta para 2011 é aumentar a receita com serviços e avançar com o programa de expansão.

A Helibras – Helicópteros do Brasil S/A, subsidiária do grupo Eurocopter e única fabricante de aeronaves de asas rotativas na América do Sul, teve um faturamento de R$ 395 milhões, dos quais R$ 327 milhões referentes a venda de novos helicópteros e R$ 68 milhões resultado da prestação de serviços de manutenção, modernização e venda de peças.

A empresa entregou um número recorde de helicópteros no mercado brasileiro, 42 unidades, um crescimento de 35% sobre o resultado de 2009. Para o mercado civil (executivo + táxi aéreo) foram feitas 27 entregas e para o mercado governamental, 15. Estes números não incluem a entrega dos três primeiros helicópteros EC725 para as Forças Armadas brasileiras. A divisão por modelo em 2010 foi de 23 AS350 Esquilo, seis EC130, seis EC135, três EC155, dois EC145 e dois EC120.

As vendas no mercado brasileiro também foram expressivas e abrangeram unidades de toda a gama comercializada pela Helibras, do EC120 ao EC155: 38 novas aeronaves, o que representa R$ 628 milhões, sendo 27 unidades para o mercado civil e 11 unidades para o mercado governamental, além de pacotes de serviços.

Os pedidos em carteira contabilizados pela Helibras até o mês de dezembro chegavam a 74 aeronaves, ou R$ 1,9 bilhão, o que já garante a média de faturamento atual para os próximos 6 anos e meio.

“Este desempenho consolida a Helibras como uma empresa líder em vendas de aeronaves e serviços. Também comemoramos o cumprimento da fase inicial do contrato com o Ministério da Defesa, através da entrega das 3 primeiras unidades do EC725, do avanço nas obras de expansão e na implantação dos programas de transferência de tecnologia, prevista neste mesmo contrato”, afirmou Eduardo Marson, presidente da Helibras.

Com esses resultados a Helibras mantém a liderança do mercado total de helicópteros a turbina no Brasil com 53% de participação, distribuídos da seguinte forma: 66% de participação no mercado militar, 82% no mercado governamental, 47% no mercado civil e 31% no segmento de óleo e gás.

Destaques de 2010 - O ano de 2010 foi repleto de acontecimentos importantes para a Helibras. A empresa deu início às obras de expansão de suas instalações, em Itajubá, para a fabricação dos helicópteros EC725 que serão fornecidos para as Forças Armadas brasileiras – as três primeiras de um total de 50 unidades já foram entregues em dezembro para os clientes.

Em função deste programa, contratou os três primeiros fornecedores brasileiros e parte dos novos trabalhadores que serão necessários para realizar um dos maiores programas de transferência de tecnologia já realizados no País.

Um intenso intercâmbio de profissionais europeus e brasileiros já acontece nas unidades de Itajubá e Marignane, com a realização de treinamentos e a implantação das estruturas voltadas para a qualificação de engenheiros, técnicos e pilotos.

A linha de montagem já existente para a produção do Esquilo e personalização dos demais modelos da Eurocopter comercializados pela Helibras foi otimizada para atender ao número recorde de fabricação de novas aeronaves.

Olhando para o futuro - A Helibras interligou-se, em 2010, com as principais unidades do Grupo Eurocopter, através do sistema SAP, aprimorando sua gestão e ganhando agilidade nos processos e maior confiabilidade nos dados. Dentro do programa de incremento de sua capacitação para manutenção de 3º nível, a empresa obteve a certificação da Eurocopter para realizar a revisão geral da Cabeça do Rotor Principal do modelo Super Puma / Cougar.

Para atingir os objetivos de ampliar sua atuação na área de serviços, a Helibras deu passos importantes em 2010. Assinou um contrato para modernização de 36 helicópteros Esquilo do Exército brasileiro e realizou a primeira modernização de um EC225 – a versão civil das aeronaves militares EC725 – utilizadas no mercado offshore de exploração de petróleo e em grandes obras em regiões distantes e de difícil acesso.

“Estamos desenvolvendo um ambicioso programa para aumentar nossas receitas no setor de serviços, ampliando cada vez mais nossa capacidade de atendimento e a proximidade com os clientes”, explica Eduardo Marson.

Outro grande desafio para este ano é continuar o programa de contratação de mão-de-obra qualificada, para atender tanto ao crescimento orgânico na fabricação das aeronaves civis quanto para atender ao contrato firmado com o Ministério da Defesa. Em dezembro de 2010 a Helibras já contava com 450 funcionários, com expectativa de chegar a 1.000 trabalhadores até o final de 2012.

Trata-se de um desafio significativo, pois envolve a implantação do conceito Lean Manufacturing na fabricação do Esquilo, mudanças físicas e estruturais internas, implantação de uma nova unidade de manutenção e um simulador de voo em outro estado, reforço e reorganização dos ensaios em voo e ampliação de praticamente todas as instalações da unidade de Itajubá.

“Esse grande aumento de pessoal será fundamental também para conseguirmos realizar todos os programas já contratados, como a modernização dos Pantera e Esquilo do Exército, bem como ampliar nossa oferta de serviços em todas as regiões do País”, completa o presidente da Helibras.

Eurocopter também amplia volume de negócios em 2010 - A Eurocopter anunciou também um aumento no volume de negócios em 2010, com a entrega de 527 helicópteros. O ano também foi marcado por conquistas em matéria de inovação, novos produtos, serviços e no programa SHAPE de transformação da empresa – marcando cada posição do grupo para uma futura recuperação dos mercados civis e militares de asas rotativas.

As entregas em 2010 geraram um volume de negócios de € 4,8 bilhões, representando um crescimento de 6% em relação a 2009. Os resultados incluem 28 helicópteros militares NH90 multifunção e 15 aeronaves de ataque Tiger - o dobro do ano anterior para ambos os modelos -, bem como a entrega dos três primeiros EC725 para as Forças Armadas brasileiras, de um total de 50, e 100 UH-72A entregues ao Exército dos EUA, no prazo e orçamento previstos.

Novas encomendas de 346 helicópteros feitas no ano passado foram equivalentes ao volume de negócios da empresa no ano anterior ao período de pico de 2007/2009, e representaram um valor de € 4,3 bilhões. Incluem-se nesse resultado os contratos para fornecimento das aeronaves da família Super Puma para a Malásia e para o México, juntamente com encomendas estratégicas de Esquilo para a Rússia e os Estados Unidos.

"Enquanto 2010 foi um ano desafiador para a nossa indústria, nós fizemos avanços sólidos que nos permitem estar bem posicionados para uma recuperação do mercado em 2012 e além", disse o presidente da Eurocopter Lutz Bertling. "Nossas forças para o futuro virão do aumento contínuo dos investimentos na evolução dos produtos e nas capacidades industriais da Eurocopter e da expansão de nossa presença global com grandes melhorias na nossa oferta de serviços".

Perfil-A Helibras é a única fabricante brasileira de helicópteros. A empresa é associada ao Grupo Eurocopter, maior fornecedor mundial do setor, controlado pela EADS - European Aeronautic Defence and Space Company. Com participação superior a 50% na frota brasileira de helicópteros a turbina, a Helibras está em atividade no Brasil desde 1978 e mantém instalações em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Sua fábrica, que emprega mais de 450 profissionais e tem capacidade de produção de 36 aeronaves por ano, está localizada na cidade de Itajubá (MG), onde são produzidos diversos modelos que atendem aos segmentos civil, governamental e militar. Desde sua fundação, a Helibras já entregou mais de 500 helicópteros no Brasil, sendo 70% do modelo Esquilo. Em 2010, a empresa teve um faturamento de R$ 395 milhões. Mais informações: www.helibras.com.br

Eurocopter e a EADS - Fundado em 1992, o Grupo Eurocopter possui fábricas na França, Alemanha e Espanha e emprega mais de 15.600 profissionais. Em 2010, a Eurocopter confirmou sua posição de líder na fabricação de helicópteros nos mercados civil e governamental, com um volume de vendas de 4,3 bilhões de euros, referente a helicópteros e serviços e faturamento de 4,8 bilhões de euros – 53% com a entrega de 527 novas aeronaves e 36% de serviços. Com 49% de participação nos mercados civil e governamental, a Eurocopter está presente em cinco continentes por meio de 27 subsidiárias e empresas afiliadas. Os produtos do grupo representam 33% da frota mundial de helicópteros. Mais de 11.200 aeronaves da fabricante estão atualmente em operação por cerca de 2.900 clientes em 147 países. | www.eurocopter.com

O Grupo EADS é líder mundial nos segmentos aeroespacial, de defesa e serviços relacionados. Em 2009, faturou 42,8 bilhões de Euros e empregou mais de 119 mil pessoas. Além da Eurocopter, o Grupo inclui a Airbus, a Airbus Military, a EADS Astrium e a divisão Defesa & Segurança. No Brasil, além da Helibras, a EADS está presente através da EADS Brasil, da EADS Secure Networks Brasil e de escritórios de representação da Airbus Military e da Spot Image. Também é acionista da Equatorial Sistemas. | www.eads.com.br

Fonte: www.revistafator.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Radar ADS-B localizado em Itajaí-Sc alcance raio de 320 Km

Radar ADS-B ModeSMixer2

METEOROLOGIA