Rotaer Eletrônico

Entre em contato com o Rotor Central.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Treinamento de autorrotação completa em aeronave H-50 (Esquilo Monoturbina)

No período de 25 a 28 de agosto, na Base Aérea de Natal, alunos do XX Curso de Ensaios em Voo (XX CEV) realizaram um treinamento único dentro da Força Aérea Brasileira: a autorrotação completa.image

O treinamento tem como finalidade o conhecimento das qualidades de pilotagem do helicóptero diante de uma perda total de potência devido a falha de motor.

Um dos aspectos que diferenciam a autorrotação completa de um treinamento convencional (praticado nas unidades que operam helicópteros monomotores) é a redução da manete de vazão de combustível. Esta ação permite que o piloto conheça o comportamento do helicóptero desde o momento em que ocorreu a falha até o momento da parada do helicóptero no solo.

Treinamentos convencionais não simulam com realismo a perda do motor nem permitem que o piloto conheça com precisão as reações do helicóptero durante e após o flare (fase final de uma autorrotação).

Outro exercício, também único na Força Aérea e realizado na campanha, foi o voo com falha do governador de combustível (baixa vazão). O objetivo é conhecer os sintomas no caso de um problema semelhante ao de falha de motor, porém sem seu apagamento e com a possibilidade de recuperar a potência mediante a utilização da faixa de emergência da manete de vazão. O voo nestas condições é peculiar, pois a falha de governador de combustível impossibilita o controle automático da rotação do rotor, o que aumenta a carga de trabalho do piloto.

Conhecer e voar o helicóptero nestas condições aumenta a segurança de voo, pois permite ao piloto a familiarização com os procedimentos a serem adotados de forma a levar o helicóptero até o pouso completo.

Embora seja parte integrante do Curso de Ensaios em Voo, o treinamento de emergências críticas em helicóptero não é exclusividade deste curso. O GEEV disponibiliza às unidades interessadas o Estágio de Treinamento de Emergências Críticas em Helicópteros (ETECH), que consiste basicamente dos exercícios apresentados acima, além da realização do pouso completo com falha do rotor de cauda.

O GEEV contou com o apoio da Primeira Força Aérea e do 1°/11° Grupo de Aviação, que disponibilizaram um helicóptero H-50 (Esquilo Monoturbina), e da Base Aérea de Natal, que disponibilizou sua infra-estrutura para a realização do treinamento.

O XX CEV, ministrado no Grupo Especial de Ensaios em Voo pelo EFEV (Esquadrão de Formação em Ensaios em Voo), tem duração de 45 semanas, com a previsão de término para dezembro de 2010, quando serão formados os novos pilotos e engenheiros de prova de helicópteros da FAB e do Exército Brasileiro.

O EFEV é uma das sete escolas no mundo com reconhecimento internacional na área de ensaios em voo, sendo a única delas situada no hemisfério sul.

Fonte: http://www.fab.mil.br

0 comentários:

Postar um comentário

Radar ADS-B localizado em Itajaí-Sc alcance raio de 320 Km

Radar ADS-B ModeSMixer2

METEOROLOGIA