Rotaer Eletrônico

Entre em contato com o Rotor Central.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Helicóptero cai no Morro da Urca, ao lado do Pão de Açúcar, no Rio

Aeronave levava passageiros e caiu ao lado de heliponto.
Testemunhas dizem que rajada de vento arrastou o aparelho.

Aerovave caiu ao lado do heliponto no Morro da Urca (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um helicóptero caiu em área de difícil acesso do Morro da Urca, na Zona Sul do Rio, por volta das 13h30 desta quarta-feira (8). Na aeronave estavam o piloto e cinco turistas, sendo um casal de mineiros que mora em Belém, um jovem do Rio e dois estrangeiros que moram nos Estados Unidos. De acordo com os bombeiros, ninguém ficou ferido, mas testemunhas disseram ter visto ferimentos leves na mão do piloto e um dos passageiros registrou queixa de lesão corporal na 10ª DP (Botafogo).

Morro da Urca - localização - vale este (Foto: Editoria de Arte/G1)

"Aparentemente não houve problema com a aeronave. Segundo o piloto, ele tentou desviar da pista por conta de uma rajada de vento e jogou o helicóptero para a floresta. Em princípio, um dos passageiros se feriu levemente e o piloto pode responder por lesão corporal. Perícia ainda está sendo feita”, disse João Ismar, delegado assistente da 10ª DP.

Segundo a assessoria de imprensa da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, que cuida do Bondinho, a aeronave não caiu, fez apenas um pouso forçado, ao lado do heliponto.

Equipes do Corpo de Bombeiros do Quartel de Humaitá informaram que quando chegaram ao Morro da Urca os passageiros já tinham deixado a mata e apenas o piloto permanecia no local. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) chegaram por volta das 15h30 para realizar a perícia.

A assessoria da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, que administra o ponto turístico, informou que uma rajada de vento arrastou a aeronave no momento do pouso. Segundo o Radar RJ, da TV Globo, a velocidade dos ventos chegou a 44 km/h na horário.

Casal que estava no helicóptero (Foto: Isabela Marinho/G1)Casal que estava no helicóptero deixa delegacia
em Botafogo (Foto: Isabela Marinho/G1)

Uma equipe do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Seripa), órgão vinculado à Aeronáutica, estava a caminho do heliponto do Pão de Açúcar, por volta das 14h30, para apurar as causas do acidente.

Segundo a polícia, os três passageiros brasileiros foram levados para a 10ª DP (Botafogo), onde foi realizado um registro de lesão corporal culposa por Antonio Souza Moreira, pai de um dos passageiros, Álvaro Felipe, que completou 22 anos e havia pedido o voo como presente de aniversário. Segundo o pai, o jovem levou uma pancada na canela. Os estrangeiros não foram à delagacia.
O casal que estava no helicóptero deixou a 10ª DP (Botafogo) às 17h, após prestar depoimento. "Não, a gente não se machucou", limitou-se a dizer uma das vítimas.

'Foi horrível'
“O helicóptero caiu. Eu vi. Foi horrível. Veio uma rajada de vento e ele [piloto] perdeu o controle", contou Antonio, que só não voou ao lado do filho por falta de espaço na aeronave e reclamou da demora de uma hora para a chegada dos bombeiros. "Peguei um extintor de incêndio e pulei. Saiu fumaça, mas não tinha foco de incêndio. Alguém arrancou a porta da aeronave e eles conseguiram sair."

Segundo ele, o helicóptero chegou a voar por sete minutos pela orla da cidade e o passeio custou R$ 210. O pai de Álvaro contou ainda que, durante a decolagem, uma das passageiras chegou a pedir para voltar devido ao balanço causado por ventos, mas desistiu após a estabilização.

Professora Erizete disse que viu o helicóptero cair (Foto: Isabela Marinho/G1)Professora Erizete disse que viu o helicóptero cair
(Foto: Isabela Marinho/G1)

Estudantes viram queda
A professora Erizete Stanick estava com um um passeio com grupo de alunos da Escola Municipal Ministro Alcides Carneiro, que visitavam Pão de Açúcar pela primeira vez, quando viu a queda. “Estávamos em uma excursão dentro do bondinho quando ouvimos o barulho. A reação foi de espanto. Não vimos as vítimas, mas ficamos com medo porque poderia ter sido com a gente, foi muito próximo. Vimos a hélice pegando as folhas", contou.

O Morro da Urca, onde houve a queda, tem 220 metros e é o menor de dois morros que formam o complexo do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos do Rio, mais coonhecido pelo nome da mais alta das montanhas, com quase 400 metros de altura.
A Helisul Táxi Aéreo Ltda, que realiza os voos panorâmicos, comunica que o helicóptero modelo HB350B, na aproximação final para o pouso foi atingido por uma imprevista rajada de vento seguida de corrente de ar descendente, ocasionando assim um pouso fora do heliponto no Morro da Urca.

Segunda queda em uma semana
Esta foi a segunda queda de um helicóptero em menos de uma semana no Rio. Na sexta-feira (8), uma aeronave da Polícia Civil caiu dentro de um centro de treinamento policial no Caju, na Zona Portuária, deixando cinco feridos, um deles em estado grave.

Fonte: http://g1.globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Radar ADS-B localizado em Itajaí-Sc alcance raio de 320 Km

Radar ADS-B ModeSMixer2

METEOROLOGIA